Siga-nos em nossas redes

Famosos

Ex-BBB Maycon Santos é indiciado por apologia a crimes contra animais

Publicado a

em

O cerco fechou contra o ex-BBB Maycon Santos. O Ministério Público do Rio de Janeiro abriu um inquérito para investigar o mineiro por suas declarações durante a mais recente edição do reality global.

De acordo com o jornal Extra, uma audiência preliminar no último dia 7 foi realizada, com um prazo de 20 dias para que o ex-BBB se defendesse. Maycon Santos é investigado por apologia a crimes contra animais.

Durante sua participação no BBB 19, o mineiro onfessou que perdeu a virgindade com uma cabra e, também, afirmou ter amarrado bombinhas no rabo de um gato.

O inquérito policial sobre o caso foi aberto na 32ª DP (Taquara) e encaminhado ao Ministério Público do Rio de Janeiro.

Maycon Santos não é o único participante do BBB 19 a ter problemas com a Justiça. Assim como ele, Paula Von Sperling e Vanderson Brito têm pendências judiciais.

Ana Clara Lima, Fernanda Keulla e Vivian Amorim têm futuro incerto após BBB 19

A campeã do programa foi indiciada pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) que concluiu que houve preconceito por parte da loira contra Rodrigo França.

Vanderson Brito acabou desclassificado do BBB 19 após ser intimado a prestar depoimento por três casos de violência doméstica, no Acre.

Foto: Reprodução/Instagram

Paula von Sperling ironiza denúncias: “Posso falar m**** em paz”

Paula von Sperling parece não ter nenhum medo das consequências de suas declarações no BBB19. Indiciada por preconceito e intolerância contra Rodrigo França após se sagrar campeã do reality da Globo, a loira ironizou as denúncias em um vídeo com o também polêmico MayconSantos, que acabou tendo as acusações arquivadas após deixar o confinamento.

No Instagram, Paula von Sperling surgiu ao lado do mineiro e fez graça sobre seus problemas com a Justiça, alegando que, agora, eles “podem falar m**** em paz”.

Fui a delegacia como bandida, declara Paula sobre preconceito no BBB

“Agora pode falar mal dos outros”, disse Maycon nas imagens. “Sem ninguém ouvir”, comemorou a loira.

Nas redes sociais, o vídeo foi detonado. “Enquanto a vergonha for de graça, essas coisas continuarão acontecendo”, disse um internauta. “Olha lá, a noção pedindo um Uber”, criticou outro. “Hipocrisia é mato”, disse mais um.

Comentários

Famosos

Fábio Assunção comparece a enterro da menina Ágatha e comove internautas

Publicado a

em

O ator Fábio Assunção comoveu os internautas ao comparecer ao velório da menina Ágatha Félix, de 8 anos, morta por um policial militar na última sexta-feira (20), no Rio de Janeiro.

O global prestou sua solidariedade à família de Ágatha Félix no doingo (22), em um enterro em clima de revolta e grande comoção entre os presentes, que gritavam “Justiça” e “Witzel é o culpado”, referindo-se ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Wilson Witzel, governador do Rio, é convidado do Programa do Ratinho nesta sexta (13)

Nas redes sociais, Fábio Assunção publicou um desabafo emocionante a respeito da chocante morte da menina. “Sei o que pensa uma parte da população. E venho aqui de novo dar minha cara a tapa. Mas, independentemente do que pensa esse grupo que enaltece a morte, eu sinto amor e estive no Alemão hoje. Solidário, empático com a dor coletiva e marcando a posição que acredito. Que é a urgência em nos reconhecermos entre aqueles de quem aprendemos manter distância”, escreveu o ator, sempre sincero sobre sua luta contra o vício em drogas.

E continuou: “Aprendemos que os pobres são perdedores, que os pretos são perigosos e que os ricos venceram. Será que não conseguiremos romper essa educação colonial e entender agora que somente o coletivo, a soma e a diversidade podem nos trazer alegria?”.

O ator prosseguiu, refletindo sobre as semelhanças entre Ágatha e sua própria filha. “Ágatha tinha 8 anos. Uma criança de 8 anos ainda é pura, ainda está na categoria de anjo, na minha percepção. Minha filha tem 8. Meu filho já teve. Essa guerra em vigor é uma guerra inútil, onde todos perdem. Todos. Policiais em serviço morrem. Cidadãos de bem morrem. Crianças morrem. Quem teve a sorte de não estar na linha de tiro pode se posicionar também. Amorosa e pacificamente”.

E finalizou: “Talvez isso não aconteça amanhã, mas o tempo há de nos levar pelo caminho da admiração mútua, pois todos precisam de amor, de afeto e de oportunidade de crescer. E todos são maravilhosos, cheios de força e talento pra botar pra fora. Falta apenas um olhar. Morador pobre de comunidade não é coitado. Coitados são aqueles que desprezam a vida do outro”, completa.

Nas redes sociais, os internautas elogiaram a presença de Fábio Assunção no enterro de Ágatha. “Fábio Assunção presente hoje no protesto e enterro da menina Ághata debaixo de chuva, junto com moradores e familiares. Que a gente dê visibilidade a ações como essa e não a vídeos expondo um cara que é doente e fazendo chacota com isso.”, escreveu uma internauta. “Muitos falam do tal ‘modo Fábio Assunção’. Remetem isso à loucura, explorando de forma ridícula uma doença. Bonito poder ver ele lá, sem alardes, no enterro da Ágatha. Que as pessoas entrem nesse modo Fábio Assunção: solidário, consciente, que se posiciona e luta”, escreveu outra seguidora. “Que a gente dê visibilidade a ações como essa e não a vídeos expondo um cara que é doente e fazendo chacota com isso”, comentou mais um. “Parabéns pela atitude”, disse outro.

FOTO: Reprodução

View this post on Instagram

Sei o que pensa uma parte da população. E venho aqui de novo dar minha cara a tapa. Mas, independentemente do que pensa esse grupo que enaltece a morte, eu sinto amor e estive no Alemão hoje. Solidário, empático com a dor coletiva e marcando a posição que acredito. Que é a urgência em nos reconhecermos entre aqueles de quem aprendemos manter distância. Aprendemos que os pobres são perdedores, que os pretos são perigosos e que os ricos venceram. Será que não conseguiremos romper essa educação colonial e entender agora que somente o coletivo, a soma e a diversidade podem nos trazer alegria?? Hoje caminhando ali percebi que tinha pouca gente no cortejo. Percorri as ruas com moradores e moradoras chorando ou em silêncio. Existiam ali amor e tristeza. Ruas cheias de buracos, casas sem fachada, obras paradas, esgoto a céu aberto. O morador da periferia e da comunidade não merece viver? Está ali apenas para servir às classes que herdaram algo ou aos que tiveram chance de conquistar uma moradia silenciosa, aos que não dormem ao som dos tiroteios? Agatha tinha 8 anos. Uma criança de 8 anos ainda é pura, ainda está na categoria de anjo, na minha percepção. Minha filha tem 8. Meu filho já teve. Essa guerra em vigor é uma guerra inútil, onde todos perdem. Todos. Policiais em serviço morrem. Cidadãos de bem morrem. Crianças morrem. Quem teve a sorte de não estar na linha de tiro pode se posicionar também. Amorosa e pacificamente. Talvez isso não aconteça amanhã, mas o tempo há de nos levar pelo caminho da admiração mútua, pois todos precisam de amor, de afeto e de oportunidade de crescer. E todos são maravilhosos, cheios de força e talento pra botar pra fora. Falta apenas um olhar. Morador pobre de comunidade não é coitado. Coitados são aqueles que desprezam a vida do outro. 🐨🐨🖤🖤💛💛💛💛💛💛

A post shared by Fabio Assunção (@fabioassuncaooficial) on

Continue lendo

Famosos

Alice Wegmann se emociona no último dia de gravações de Órfãos da Terra

Publicado a

em

A atriz Alice Wegmann não conseguiu segurar a emoção nesta sexta-feira (20), último dia de gravações de Órfãos da Terra. A atriz se emocionou ao se despedir da trama das 18h da Globo.

“Não sei me despedir de personagem. É quase como se apaixonar, viver um amor e de repente ele dizer que está indo fazer intercâmbio. Só que ele não volta nunca. Vai morar no exterior para sempre. É estranho, esquisitasso”, escreveu a atriz em suas redes sociais.

Após censura e críticas, Globo exibe beijos gays em Malhação e Órfãos da Terra

E continuou, falando sobre a malvada Dalila, grande vilã da trama. “Quando eu fui buscar Dalila, eu não tinha ideia do que ia encontrar. Eu remexi em tanta coisa, cavei, costurei. Esse ano eu renasci. E essa personagem teve parte nisso, nesse renascimento, nessa redescoberta. Viver tanta coisa diferente de mim para então me encontrar mais”, disse.

“Trabalhar com o que se ama é um dos maiores privilégios que a gente pode ter. Mas, nada, nada se faz sozinho. E tudo o que vivemos aqui foi coletivo. Essa novela tinha esse propósito, inclusive… E é disso que mais dá saudade quando um trabalho acaba”.

Ao finalizar, a atriz agradeceu pelo apoio recebido. “Essa novela fala sobre a gente. E a gente só pode contar porque pessoas que vieram de outros países se dispuseram a contar ela conosco. Obrigada todo mundo. Shukran”, concluiu Alice Wegmann.

FOTO: Reprodução

View this post on Instagram

algumas lembranças, porque hoje foi meu último dia de gravação. não sei me despedir de personagem. é quase como se apaixonar, viver um amor e de repente ele dizer que tá indo fazer intercâmbio. só que ele não volta nunca. vai morar no exterior pra sempre. é estranho, esquisitasso. não sei em quantas sessões de análise se resolve isso. será que se resolve um dia? será que tem um limite? será que vai ter algum dia que eu vou chegar lá e ela vai falar OK MINHA FILHA JÁ DEU CHEGA DE SOFRER POR PERSONAGEM VAI TE EMBORA e então todos os vazios acabam? quando eu fui buscar Dalila eu não tinha ideia do que ia encontrar. eu remexi em tanta coisa, cavei, costurei. esse ano eu renasci. e essa personagem teve parte nisso, nesse renascimento, nessa redescoberta. viver tanta coisa diferente de mim pra então me encontrar. mais. trabalhar com o que se ama é dos maiores privilégios que a gente pode ter. mas nada, nada se faz sozinho. e tudo o que vivemos aqui foi coletivo. essa novela tinha esse propósito, inclusive… e é disso que mais dá saudade quando um trabalho acaba… das trocas sinceras, dos trocadilhos em árabe, soltar uma intimidade qualquer, trocar uma ideia entre um corta e um ação. aqui eu tive muitos encontros – alguns mais rápidos, outros menos. mas todos verdadeiros. e levo tudo e todos comigo, e vivo agora uma nova Alice, transformada, diferente, renascida. obrigada de coração a todo mundo que fez parte disso. @ducarachid @thelmaguedes e colaboradores, Gustavo André Ale Bruno Lúcio Ricardo todo todos os assistentes, elenco equipe e todo mundo que colocou um pouco de si aqui 🖤 essa novela fala sobre gente. e a gente só pode contar porque pessoas que vieram de outros países se dispuseram a contar ela conosco. obrigada todo mundo. Shukran.

A post shared by Alice Wegmann (@alice.weg) on

View this post on Instagram

cabando #ÓrfãosDaTerra

A post shared by Alice Wegmann (@alice.weg) on

Continue lendo

Famosos

Mara Telles alega ter sofrido “perseguição política” por participação no BBB 18

Publicado a

em

A breve participação da professora Mara Telles no BBB 18 teve um preço alto para a docente da UFMG. A cientista política alega ter sido vítima de perseguição por ter participado do reality da Globo.

Mara Telles, primeira eliminada do BBB 18, afirma ter sido considerada culpada por quebra do regime de dedicação exclusiva na UFMG por sua participação no programa da Globo, no ano passado.

No regime de dedicação exclusiva, os professores devem atuar integralmente na formação de alunos e estão impossibilitados de realizar outras atividades remuneradas. O processo contra a professora foi aberto logo quando sua participação no BBB 18 foi confirmada.

A Fazenda 11: Andréa Nóbrega desabafa sobre divórcio: “Portas fechadas”

“A dor da injustiça é incomensurável. Foi muito dolorido para mim. Eu e meu departamento contribuímos muito para a produção da ciência no país. Trabalho em prol da universidade. Soa para mim como uma punição porque fiz algo que estava fora do quadrado. Isso pode me levar a um processo de descredibilização perante a comunidade científica, além de ter sanções mais duras”, lamenta a ex-BBB, em entrevista ao UOL.

O advogado de Mara Telles, Lucas Mourão, defende que a ex-BBB não violou o regime de dedicação exclusiva pois não prestou um serviço remunerado quando aceitou entrar no reality show. A professora, ainda, estava de férias durante seu confinamento de uma semana no programa.

“O contrato da Mara com a Rede Globo era de cessão de direitos de imagem e de voz. Ela não estava prestando um serviço para a Globo. Instauraram um processo administrativo disciplinar, que foi aberto em novembro de 2018. O que alegamos é que o processo já havia prescrito”, afirmou o advogado. “A alegação foi acatada e foi recomendado que o processo fosse arquivado em razão da prescrição. Não teve um julgamento, inocentando-a ou condenando-a”, explica.

Apesar de o processo ter prescrito, o advogado conta que Mara Telles recebeu a informação de que em sua ficha cadastral passaria a constar a violação da dedicação exclusiva. “Uma vez que o processo estava prescrito não poderia ser aplicada uma punição, sendo que nem se chegou a uma condenação”.

Mara Telles acredita que foi punida depois de ser julgada de forma moralista por ter participado de um programa de TV. “As denúncias tratavam de questões morais. Ninguém estava preocupado se de fato eu violei a dedicação exclusiva, porque sou uma das pessoas mais produtivas do meu departamento”, afirma. Ela reproduz uma das denúncias, em que uma professora de outra universidade diz: “Questiono se a sua participação em um reality show que celebra a estupidez humana é condizente com o decoro e o comportamento esperado de uma funcionária pública e federal, professora de uma instituição de tão grande relevância”, desabafa.

A professora chegou a gritar “fora Temer” ao ser eliminada do BBB 18, e acredita que está sendo alvo de perseguição de setores dentro da UFMG. “A primeira proposta [do departamento que avaliava o processo] era que eu devolvesse um porcentual do meu salário de dedicação exclusiva [o referente às horas que ela passou no programa], o que corresponderia a 60% do que recebo. Isso para mim é perseguição política, porque a pena é totalmente desproporcional e pouco razoável ao suposto crime, por eu ter ficado uma semana no programa durante as minhas férias”, diz.

FOTO: Reprodução/Globo

Continue lendo

Famosos

Jade Magalhães comemora noivado com Luan Santana: “Amor da minha vida”

Publicado a

em

Quase 12 anos depois de começar um relacionamento com Luan Santana, Jade Magalhães é pura alegria com o noivado. Depois de ser pedida em casamento em um cenário de cinema, com direito a balão e anel de brilhantes, a estilista comemora a nova fase da relação com o sertanejo.

“Estou muito feliz e ansiosa para o casamento. Pensando em qual será a próxima surpresa que ele vai fazer”, conta Jade Magalhães, em entrevista ao colunista Leo Dias.

Hugo Moura admite crise no casamento com Deborah Secco durante gravidez

Apaixonada, a estilista explica que sempre teve certeza de que ela e Luan Santana nasceram um para o outro. “Nos conhecemos há 11 anos e, entre idas e vindas, sempre soube que o Luan era o amor da minha vida. Nunca me imaginei com outra pessoa. Nosso relacionamento sempre deu indícios de que seria algo duradouro e sólido. Foi tudo no tempo certo e chegou a hora”, celebra.

Apesar da ansiedade pelo enlace, Jade Magalhães faz mistério sobre a data da cerimônia.

O noivo, por sua vez, garante que estava planejando o pedido há algum tempo. “Fazia alguns meses que eu queria pedir a Jade em casamento, mas todas as vezes que o pessoal me perguntava sobre isso eu ficava pensando: ‘Vão estragar a minha surpresa’. Quando fiquei sabendo que iríamos a Portugal, pensei :’Vai ser lá!'”, revela o cantor, que oficializou o pedido na segunda-feira (16), durante um passeio de balão em Portugal.

“É um lugar lindo, que tem aquela simbologia toda da poesia de [Fernando] Pessoa, de saber que o nosso amor atravessou o oceano”, disse ele, que contou com a ajuda da irmã e de integrantes de sua equipe nos preparativos para o pedido especial e, principalmente, para manter o segredo até o grande dia. “A Jade não desconfiou de nada, assim eu espero”, comemora o sertanejo.

E continua, apaixonado: “Quando eu tirei a aliança, a ficha dela caiu. Foi lindo e inesquecível”, derrete-se Luan Santana.

FOTO: Reprodução/Instagram

Continue lendo

Famosos

Márcia Goldschmidt desabafa sobre doença da filha: “Não é fácil”

Publicado a

em

Márcia Goldschmidt trocou a carreira na TV para se dedicar de maneira praticamente integral aos cuidados de uma das filhas, Yanne, de 6 anos. A menina sofre de uma rara doença, a atresia de vias biliares, e já passou até por um transplante de fígado.

Em entrevista à Caras, a apresentadora desabafou sobre a luta diária e contou um pouco da rotina da família, que vive em Portugal.

Ana Furtado comemora primeiro check-up após fim do tratamento contra câncer

“Até hoje ainda, qualquer coisa que acontece com ela me assusta e me apavora. Eu sofro de estresse pós-traumático – uma síndrome muito conhecida, mas muito difícil de ser controlada. Mesmo que o perigo iminente tenha desaparecido, você continua em estado de alerta constante, como se ainda estivesse vivendo a situação”, conta Márcia Goldschmidt.

E continua: “O cérebro não desliga, a pressão sobe, a insônia e a ansiedade atacam… Não é fácil. É preciso uma força sobrenatural para ser mãe de uma criança que corre risco de morte… É preciso muita fé para acreditar que haverá amanhã e, sobretudo, é preciso muita luz para continuar inteira”.

Há sete anos vivendo em Portugal, a apresentadora revela que seu único foco, hoje, são as filhas, Yanne e Vitória. “Meus últimos sete anos têm sido dedicados exclusivamente à maternidade. Apesar de não ter sido algo que planejei… Foi um desafio que a vida me apresentou. Foi uma grande surpresa e um presente ao mesmo tempo. Se toda dificuldade apresentada não me matou, certamente me fortaleceu”, reflete.

FOTO: Reprodução/Instagram

Continue lendo
Publicidade

Mais Lidas do Dia